Minha história?

Minha história?

Tenho 20 anos, mas isso você já deve saber. O fato é que fui gorda desde que nasci, só para constar nas com 4,8kgs, ou seja, muito gorda. A partir disso só fui engordando cada vez mais e com 17 anos cheguei a pesar (pasmem) 145kgs!!

A verdade é que quando eu era criança pequena, não me importava com meu peso, mas com uns 6 anos, pelo o que eu me lembro, minha mãe começou a me botar para baixo, pois meu sonho era ser atriz e ela dizia que eu nunca iria conseguir gorda daquele jeito.

O tempo passou e eu continuei a engordar, minha mãe continuou a me colocar para baixo e eu passei a sofrer muito bullying na escola. Então com 12 anos e obesa, comecei a me cortar. Devo confessar que a automutilação foi uma forma imprudente, porém  eficiente de me manter viva, mas não durou...

Com 15 anos tive minha primeira tentativa de suicídio. Acabei internada em um hospital psiquiátrico por meses. Com 16 anos tive me segunda tentativa e com 17 ano e 145kgs tive a terceira e a pior delas, fiquei no cti por dias, mas sobrevivi.

Com quase 18 anos, minha mãe que há tempos me falava da cirurgia de redução de estômago, finalmente me convenceu.

Eu percebi que ao invés de acabar com a minha vida, eu poderia resolver o problema principal que me fazia ser tão deprimida e antissocial, ser OBESA! Então decidi que 2015 seria um ano de mudanças, fiz a cirurgia!!

Porém estou muito distante da minha meta final que é pesar menos ou igual a 55kgs. Ainda faltam perder 18 quilos, mas não desisto nunca!!

Estou com 73 quilos, tenho 1,76m e tenho um sonho chamado Ana!

Xx

Julia.


Um comentário:

  1. Nossa Julia, que história forte.
    Sabe, eu também nasci gorda, com 3 kgs e 900 gramas, diziam que eu tinha peso de menino e me chamavam de bebê de Itu, eu odiava isso!
    Mas sabe, quando uma criança nasce obesa a culpa não é dela, mas sim da mãe que comeu porcarias durante a gestação ou por outros fatores como diabetes gestacional (que não sei se é o caso).
    Quando a criança engorda é dificil depois ela emagrecer, mas você está no caminho certo, conseguiu perder bastante peso com a cirurgia e as dietas ajudam sim. Foi bom o pessoal que cuidou de você ter entendido que você precisava fazer a cirurgia.

    Vou torcer por você, pra que conquiste seus objetivos, sinta-se realizada e nunca mais tente suicidio.

    ResponderExcluir